Os encantos de Curitiba – Parte I

Olá viajantes! Como havia dito, até os próximos dias antes da minha próxima viagem vou relatar e dar dicas de lugares que já conheci e contar essas experiências a vocês! O destino da vez é Curitiba – PR. Visitei a cidade em setembro de 2012 e a história de como eu fui parar lá é bem cômica: Nessa época fazia um mês que eu tinha entrado no meu novo emprego, eu entrava às 9h no trabalho, mas nesse dia eu estava uns 15 minutos atrasada… e aí eu recebi um telefonema do meu chefe e eu já toda nervosa e precavida já atendi falando “Tô chegando chefe, aguenta ai..mais 10 minutos!”, mas aí ele me falou “Tá chegando? ..Ahn..você pode ir pra Curitiba hoje? Surgiu uns imprevistos e teria como você ir no meu lugar?”. Bom, como eu nunca consigo dizer ‘não’ para as oportunidades, eu falei que podia e ele me disse pra dar meia volta, voltar pra minha casa, fazer minhas malas que a secretária entraria em contato para encaixar uma passagem de ônibus, pois nessa altura do campeonato não tinha mais passagens aéreas disponíveis. E foi bem corrido, só deu tempo de ligar pra minha mãe e falar : “Mãe to indo pra Curitiba, volto daqui 5 dias” , rs.

Comecei a viagem pegando um trânsito horrível, resultado: 9 horas de viagem..mas eu tinha duas escolhas: ficar emburrada com todos os imprevistos e por ter ido viajar sozinha, ou encarar como mais uma experiência e aproveitar tudo de melhor que a cidade tem a oferecer…. o relato abaixo mostrará a escolha que eu fiz.Curitiba - blogFui para trabalhar em uma Feira de Artesanato na qual o stand do nosso cliente estava participando, como a feira começava 13h e o translado passava no meu hotel às 10h para me levar (é, super cedo) eu acordava as 6h para tomar café e ia explorar a cidade! Meu companheiro foi o Google Maps e como eu fiquei em um hotel bem no centro da cidade ficou bem fácil de me locomover.2012-09-06 08.14.56 (1)
O meu hotel ficava em frente ao Teatro Guaíra , perto da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e a alguns passos da famosa Rua das Flores entre a R. XV de novembro e a Av. Luiz Xavier. Ela foi a primeira avenida a ser fechada para pedestres no Brasil e o seu espaço é um encanto com as arquiteturas antigas, os bancos de praça, o colorido dos canteiros de flores e as lojinhas.

2012-09-06 08.36A cidade é bem calma (a cidade dorme a partir das 20h), é ótima para descansar e curtir a sua beleza natural. Fiquei encantada com os detalhes da cidade, super organizada, limpa e até as pessoas são tranquilas e sempre dispostas a ajudar (muitos me ajudaram a me localizar), não é a toa que é chamada de metrópole-modelo, pois nela tudo funciona!

No mês que eu fui (começo de setembro) era o finalzinho do inverno, cheguei às 23h e estava super frio, porém nos horários depois do almoço esquentava, o Sol vinha nos cumprimentar e a noite voltava a esfriar de novo (tive que ligar o aquecedor). No próximo post eu continuo contando as belezas dessa apaixonante capital.

Bjs, Pri 🙂

Gostou do nosso post? Compartilhe com seus amigos!
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *