Os encantos de Curitiba – Parte I

Olá viajantes! Como havia dito, até os próximos dias antes da minha próxima viagem vou relatar e dar dicas de lugares que já conheci e contar essas experiências a vocês! O destino da vez é Curitiba – PR. Visitei a cidade em setembro de 2012 e a história de como eu fui parar lá é bem cômica: Nessa época fazia um mês que eu tinha entrado no meu novo emprego, eu entrava às 9h no trabalho, mas nesse dia eu estava uns 15 minutos atrasada… e aí eu recebi um telefonema do meu chefe e eu já toda nervosa e precavida já atendi falando “Tô chegando chefe, aguenta ai..mais 10 minutos!”, mas aí ele me falou “Tá chegando? ..Ahn..você pode ir pra Curitiba hoje? Surgiu uns imprevistos e teria como você ir no meu lugar?”. Bom, como eu nunca consigo dizer ‘não’ para as oportunidades, eu falei que podia e ele me disse pra dar meia volta, voltar pra minha casa, fazer minhas malas que a secretária entraria em contato para encaixar uma passagem de ônibus, pois nessa altura do campeonato não tinha mais passagens aéreas disponíveis. E foi bem corrido, só deu tempo de ligar pra minha mãe e falar : “Mãe to indo pra Curitiba, volto daqui 5 dias” , rs.

Comecei a viagem pegando um trânsito horrível, resultado: 9 horas de viagem..mas eu tinha duas escolhas: ficar emburrada com todos os imprevistos e por ter ido viajar sozinha, ou encarar como mais uma experiência e aproveitar tudo de melhor que a cidade tem a oferecer…. o relato abaixo mostrará a escolha que eu fiz.Curitiba - blogFui para trabalhar em uma Feira de Artesanato na qual o stand do nosso cliente estava participando, como a feira começava 13h e o translado passava no meu hotel às 10h para me levar (é, super cedo) eu acordava as 6h para tomar café e ia explorar a cidade! Meu companheiro foi o Google Maps e como eu fiquei em um hotel bem no centro da cidade ficou bem fácil de me locomover.2012-09-06 08.14.56 (1)
O meu hotel ficava em frente ao Teatro Guaíra , perto da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e a alguns passos da famosa Rua das Flores entre a R. XV de novembro e a Av. Luiz Xavier. Ela foi a primeira avenida a ser fechada para pedestres no Brasil e o seu espaço é um encanto com as arquiteturas antigas, os bancos de praça, o colorido dos canteiros de flores e as lojinhas.

2012-09-06 08.36A cidade é bem calma (a cidade dorme a partir das 20h), é ótima para descansar e curtir a sua beleza natural. Fiquei encantada com os detalhes da cidade, super organizada, limpa e até as pessoas são tranquilas e sempre dispostas a ajudar (muitos me ajudaram a me localizar), não é a toa que é chamada de metrópole-modelo, pois nela tudo funciona!

No mês que eu fui (começo de setembro) era o finalzinho do inverno, cheguei às 23h e estava super frio, porém nos horários depois do almoço esquentava, o Sol vinha nos cumprimentar e a noite voltava a esfriar de novo (tive que ligar o aquecedor). No próximo post eu continuo contando as belezas dessa apaixonante capital.

Bjs, Pri 🙂

Gostou do nosso post? Compartilhe com seus amigos!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *