Conexão em Bogotá – O que fazer

Vai fazer conexão em Bogotá? Saiba o que fazer durante algumas horas na capital colombiana!

Quando iniciei a pesquisa de vôos para San Andrés, meu filtro era escolher com o menor tempo de conexão, mas a maioria era de no mínimo 4h! Então comecei a olhar de outra forma e pensei ” Por que não conhecer dois destinos em uma mesma viagem?” e foi aí que minha busca mudou e fui procurar os vôos com maior tempo de conexão!

Nossa conexão foi em Bogotá, capital da Colômbia e durou 21h na viagem de ida e 7h na de volta.

#dicaOPM: Só faça um tour em Bogotá se sua conexão for de 4h pra cima, pois a cidade tem trânsito e você pode correr o risco de perder o vôo.

Conexão na viagem de ida (SP – Bogotá)

Chegamos 12h30 no Aeroporto Internacional El Nuevo Dorado – Terminal 1 e fomos sem um roteiro certo, apenas com a certeza que queríamos jantar no Andrés DC e subir no Cerro de Monserrate.

Trocamos um pouco de dinheiro na área de desembarque (no mesmo local da retirada das bagagens) só para usar em Bogotá, já que a maior parte tínhamos mandado pela Western Union e só sacaríamos em San Andrés.

Pegamos um táxi até o hotel, pois estávamos sem internet para pedir um uber e já sentimos o trânsito da cidade, pois como disse a taxista “toda hora é hora de pico” e levamos 40min para chegar na Zona T.

Deixamos nossas coisas no hotel, pegamos o mapa da cidade e a recepcionista nos deu um cartão (tipo o bilhete único de SP) para carregarmos e conseguirmos pegar o ônibus de lá. A caminho do nosso primeiro ponto turístico, o Ura já foi procurando alguma vendinha pra experimentar a cerveja de lá e encontramos uma casa de empanadas para acompanhar.

  • Cerro de Monserrate

Situado a 3,152  metros acima do nível do mar, o Cerro de Monserrate possui uma vista panorâmica lindíssima da capital colombiana! Para subir no cerro há três opções: bondinho, funicular e a pé.

Subimos de bondinho, pois o funicular não estava funcionando e a pé não era uma opção para nós, rs. Chegando no topo, além da vista, há o Santuário de Monserrate, uma igreja que foi construída em cima no século 17. Há também restaurantes e muitas lojinhas de artesanatos e souvenirs.

Experimentamos o chá de coca para amenizar os sintomas do mal de altitude e o café caliente (café com rum)! E não é que funcionou?

Como chegar: use o Transmilênio, sistema de ônibus articulados, e desça na estação Universidades. 

Preço: $19.000 COP (ida e volta de bondinho)

Nos deslumbramos tanto com a vista que ficamos mais do que o planejado lá em cima, contemplando a paisagem e o momento, então quando descemos já estava escurecendo e acabamos não passando nos outros pontos, um dos motivos (dentre vários) que precisamos voltar!

  • Andrés D.C

Desde que comecei a pesquisar sobre Bogotá e encontrei na lista o restaurante Andrés D.C eu tive uma certeza: precisava ir, custe o que custar! O restaurante não traz só pratos de comidas de dar água na boca, mas um conceito muito bacana e interessante do lugar!

O restaurante original, o Andrés Carne de Res (1982), está localizado em Chía a 45min de carro de Bogotá. Mas para nossa sorte, desde 2009 há uma unidade da rede na Zona Rosa, em Bogotá. O local é um misto de restaurante, bar e balada regado a muitos itens decorativos! Possui 4 andares que remetem a obra Divina Comédia de Dante Alighieri: Terra, Céu, Inferno e Purgatório.

Toda a decoração dá um ar super descontraído para o lugar, são tantas cores e tantos detalhes que a cada passo é um item que encontramos para nos encantar e fotografar.

O cardápio atende todos os gostos e sabores, afinal são mais de 60 páginas! O maior menu que já vimos e com um super design! Para não levarmos mais de 1h lendo e tentando escolher, pedimos a sugestão da garçonete e impossível sair de lá sem provar a carne!

Para entrada pedimos o patacón, um prato típico que leva banana, mas não tem gosto de banana, rs. E tudo acompanhado da minha bebida preferida de lá: limonada de coco!

Foi uma super experiência e recomendo a todos que derem uma passadinha por Bogotá! Ah, e por mais que o ambiente seja gigante, é recomendável que façam a reserva antes! Eu fiz do Brasil mesmo, quando estava planejando a viagem, pelo site deles e deu tudo certo!

Onde fica:  Calle 82 #12-21 (dentro del centro comercial El Retiro) – Bogotá, Colômbia.

  • Zona T

A Zona T fica dentro da Zona Rosa de Bogotá, onde ficam diversas lojas de grifes, barzinhos, restaurantes badalados e o ar mais sofisticado de Bogotá. É nesse ponto da cidade que estão os shoppings mais caros da cidade: Centro Comercial Andino, o El Retiro e o Atlantis Plaza, nesse último é onde fica o Hard Rock Café de Bogotá.

É um ótimo lugar para passear de dia ou de noite, como nos hospedamos perto da região, ficamos até tarde andando pelas ruas e sentindo esse ar colombiano e hospitaleiro.

Foram algumas horinhas na cidade, poderíamos ter ido a mais lugares, mas resolvermos curtir cada lugar que realmente queríamos o tempo que fosse necessário, sem pressa.

A cidade nos ganhou no coração e ficou na memória para nos fazer voltar diversas vezes e conhecer mais dela!

Gostou do nosso post? Compartilhe com seus amigos!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

3 thoughts to “Conexão em Bogotá – O que fazer”

    1. Dani,
      Na ida, como ficamos mais tempo e queríamos passear a noite pela Zona T, ficamos no Top Tour Accomodation, pagamos em torno de R$ 100 a diária/casal.
      Na volta, como ficamos em Bogotá só para dormir e sair cedo para retornar ao Brasil, ficamos perto do aeroporto, no Bogota On Holiday.

      Vou fazer um post só para isso depois, mas já fica a dica! 🙂

      Abçs,
      Pri

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *