Conexão em Bogotá – O que fazer

Vai fazer conexão em Bogotá? Saiba o que fazer durante algumas horas na capital colombiana!

Quando iniciei a pesquisa de vôos para San Andrés, meu filtro era escolher com o menor tempo de conexão, mas a maioria era de no mínimo 4h! Então comecei a olhar de outra forma e pensei ” Por que não conhecer dois destinos em uma mesma viagem?” e foi aí que minha busca mudou e fui procurar os vôos com maior tempo de conexão!

Nossa conexão foi em Bogotá, capital da Colômbia e durou 21h na viagem de ida e 7h na de volta.

#dicaOPM: Só faça um tour em Bogotá se sua conexão for de 4h pra cima, pois a cidade tem trânsito e você pode correr o risco de perder o vôo.

Conexão na viagem de ida (SP – Bogotá)

Chegamos 12h30 no Aeroporto Internacional El Nuevo Dorado – Terminal 1 e fomos sem um roteiro certo, apenas com a certeza que queríamos jantar no Andrés DC e subir no Cerro de Monserrate.

Trocamos um pouco de dinheiro na área de desembarque (no mesmo local da retirada das bagagens) só para usar em Bogotá, já que a maior parte tínhamos mandado pela Western Union e só sacaríamos em San Andrés.

Pegamos um táxi até o hotel, pois estávamos sem internet para pedir um uber e já sentimos o trânsito da cidade, pois como disse a taxista “toda hora é hora de pico” e levamos 40min para chegar na Zona T.

Deixamos nossas coisas no hotel, pegamos o mapa da cidade e a recepcionista nos deu um cartão (tipo o bilhete único de SP) para carregarmos e conseguirmos pegar o ônibus de lá. A caminho do nosso primeiro ponto turístico, o Ura já foi procurando alguma vendinha pra experimentar a cerveja de lá e encontramos uma casa de empanadas para acompanhar.

  • Cerro de Monserrate

Situado a 3,152  metros acima do nível do mar, o Cerro de Monserrate possui uma vista panorâmica lindíssima da capital colombiana! Para subir no cerro há três opções: bondinho, funicular e a pé.

Subimos de bondinho, pois o funicular não estava funcionando e a pé não era uma opção para nós, rs. Chegando no topo, além da vista, há o Santuário de Monserrate, uma igreja que foi construída em cima no século 17. Há também restaurantes e muitas lojinhas de artesanatos e souvenirs.

Experimentamos o chá de coca para amenizar os sintomas do mal de altitude e o café caliente (café com rum)! E não é que funcionou?

Como chegar: use o Transmilênio, sistema de ônibus articulados, e desça na estação Universidades. 

Preço: $19.000 COP (ida e volta de bondinho)

Nos deslumbramos tanto com a vista que ficamos mais do que o planejado lá em cima, contemplando a paisagem e o momento, então quando descemos já estava escurecendo e acabamos não passando nos outros pontos, um dos motivos (dentre vários) que precisamos voltar!

  • Andrés D.C

Desde que comecei a pesquisar sobre Bogotá e encontrei na lista o restaurante Andrés D.C eu tive uma certeza: precisava ir, custe o que custar! O restaurante não traz só pratos de comidas de dar água na boca, mas um conceito muito bacana e interessante do lugar!

O restaurante original, o Andrés Carne de Res (1982), está localizado em Chía a 45min de carro de Bogotá. Mas para nossa sorte, desde 2009 há uma unidade da rede na Zona Rosa, em Bogotá. O local é um misto de restaurante, bar e balada regado a muitos itens decorativos! Possui 4 andares que remetem a obra Divina Comédia de Dante Alighieri: Terra, Céu, Inferno e Purgatório.

Toda a decoração dá um ar super descontraído para o lugar, são tantas cores e tantos detalhes que a cada passo é um item que encontramos para nos encantar e fotografar.

O cardápio atende todos os gostos e sabores, afinal são mais de 60 páginas! O maior menu que já vimos e com um super design! Para não levarmos mais de 1h lendo e tentando escolher, pedimos a sugestão da garçonete e impossível sair de lá sem provar a carne!

Para entrada pedimos o patacón, um prato típico que leva banana, mas não tem gosto de banana, rs. E tudo acompanhado da minha bebida preferida de lá: limonada de coco!

Foi uma super experiência e recomendo a todos que derem uma passadinha por Bogotá! Ah, e por mais que o ambiente seja gigante, é recomendável que façam a reserva antes! Eu fiz do Brasil mesmo, quando estava planejando a viagem, pelo site deles e deu tudo certo!

Onde fica:  Calle 82 #12-21 (dentro del centro comercial El Retiro) – Bogotá, Colômbia.

  • Zona T

A Zona T fica dentro da Zona Rosa de Bogotá, onde ficam diversas lojas de grifes, barzinhos, restaurantes badalados e o ar mais sofisticado de Bogotá. É nesse ponto da cidade que estão os shoppings mais caros da cidade: Centro Comercial Andino, o El Retiro e o Atlantis Plaza, nesse último é onde fica o Hard Rock Café de Bogotá.

É um ótimo lugar para passear de dia ou de noite, como nos hospedamos perto da região, ficamos até tarde andando pelas ruas e sentindo esse ar colombiano e hospitaleiro.

Foram algumas horinhas na cidade, poderíamos ter ido a mais lugares, mas resolvermos curtir cada lugar que realmente queríamos o tempo que fosse necessário, sem pressa.

A cidade nos ganhou no coração e ficou na memória para nos fazer voltar diversas vezes e conhecer mais dela!

Gostou do nosso post? Compartilhe com seus amigos!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

11 thoughts to “Conexão em Bogotá – O que fazer”

    1. Dani,
      Na ida, como ficamos mais tempo e queríamos passear a noite pela Zona T, ficamos no Top Tour Accomodation, pagamos em torno de R$ 100 a diária/casal.
      Na volta, como ficamos em Bogotá só para dormir e sair cedo para retornar ao Brasil, ficamos perto do aeroporto, no Bogota On Holiday.

      Vou fazer um post só para isso depois, mas já fica a dica! 🙂

      Abçs,
      Pri

    1. Olá Maria, tudo bem?

      Sugiro que contrate um guia para fazer esse passeio e acredito que não terá problemas.
      Como a cidade tem muito trânsito, é bom não arriscar com os transportes públicos. Lembrando que o ideal é que esteja 2h antes no aeroporto para o próximo destino.

      Abcs,
      Pri

  1. Olá, tenho uma conexão de 9h em Bogotá. Tens alguma agência para indicar para eu poder conhecer um pouco da cidade?
    Ah, quanto de dinheiro acha que daria para cambiar apenas para um dia?
    Obrigado 🙂

    1. Olá Alex, tudo bem?

      Sugiro que entre no grupo do facebook dos Viajantes San Andrés e veja as indicações de motoristas/taxistas do pessoal, eles fazem o tour e te deixam no aeroporto.
      Dependendo do que quiser fazer em Bogotá, não precisará trocar muito. A dica é negociar o valor com a agência/motorista antes para ter uma ideia, e reservar uns R$ 50,00 por refeição (comendo bem). Até porque, se sobrar, você ainda pode usar na ilha.

      Abcs,
      Pri

  2. Ótimo postagem!

    Irei fazer uma conexão de 8 horas voltando de Miami para São Paulo. Sabe se a mala eh despachada direto de Miami para SP ou eu preciso despachar novamente em Bogotá?

    1. Oi Julio, tudo bem?

      Obrigada!

      Recomendo que se informe no balcão do check in, quando fiz a conexão, como era mais de 12h, eu retirei em Bogotá e despachei novamente.

      Abcs,
      Pri

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *